Criando um Projeto JavaServer Faces

Introdução

No artigo Ciclo de Vida JavaServer Faces foi apresentado o conceito do funcionamento da tecnologia passando primeiramente por uma visão geral e depois foi explicado detalhadamente cada fase do ciclo de vida. Neste artigo será apresentado como criar um projeto JavaServer Faces desde a instalação e configuração do ambiente de desenvolvimento até a criação do projeto. Ao final do artigo você saberá:

  • Instalar o JDK(Java Development Kit);
  • Instalar e executar o Tomcat(Servidor que executará o nosso aplicativo);
  • Instalar e executar a IDE Eclipse;
  • Download do JavaServer Faces e da biblioteca JSTL; e
  • Como criar e executar um projeto JSF.

Instalando o JDK(Java Development Kit)

O JDK como o próprio nome sugere é um conjunto de ferramentas para desenvolvedores Java, dentre essas ferramentas estão o compilador e o JRE(Java Runtime Environment) que por sua vez é responsável por executar o código java compilado(bytecode). Efetue o download do JDK no site da sun/oracle:

http://sun.java.com

ou

http://www.oracle.com/technetwork/java/javase/downloads/index.html

O download disponibilizado é um arquivo Binário, logo para instalá-lo basta dar permissão de execução para o mesmo e executá-lo em seguinda, é aconselhavel mover o arquivo para o diretório /usr/local/:

sudo mv jdk-6u22-linux-x64.bin /usr/local/
cd /usr/local
sudo chmod +x jdk-6u22-linux-x64.bin
sudo ./jdk-6u22-linux-x64.bin

Ao executar o binário será exibido a licença do java, leia a mesma ou precione ‘q’ para ir ao final da licença, digite ‘yes’ e precione enter. Finalizado este processo vamos criar um link simbólico apenas por questão de organização:

sudo ln -s /usr/local/jdk1.6.0_22 java

Agora precisamos adicionar o diretório bin do Java ao PATH do sistema, ou executar o comando update-alternatives para que ele efetue este serviço, vamos criar um script que automatize este processo:

vim update-alternatives.sh
#!/bin/bash
for a in $(ls /usr/local/java/bin/); do
    update-alternatives --install /usr/bin/$a $a /usr/local/java/bin/$a 1
    update-alternatives --set $a /usr/local/java/bin/$a
done

Repare no comentário ‘#!/bin/bash’ este é um comentário especial, o shell do seu sistema operacional irá identificar que os comandos deste script devem ser executados no /bin/bash. Para sair do vim digite “Esc : wq”. Adicione permissão de execução ao arquivo e execute o mesmo:

chmod +x update-alternatives.sh
sudo ./update-alternatives.sh

Efetue o teste digitando java -version se aparecer a versão do Java então foi instalado com sucesso:

java -version
java version "1.6.0_21"
Java(TM) SE Runtime Environment (build 1.6.0_21-b06)
Java HotSpot(TM) 64-Bit Server VM (build 17.0-b16, mixed mode)

Outra maneira de adicionar o java ao PATH é editando o arquivo /etc/environment e adicionando o caminho do java ao final da linha que contenha o PATH:

sudo vim /etc/environment
PATH=$PATH:/usr/local/java/bin
source /etc/environment

Ou ainda exportando a variável de ambiente PATH com a localização do Java:

export PATH=$PATH:/usr/local/java/bin

Instalando e Executando o Apache Tomcat

Apache Tomcat é o servidor que executará nossa aplicação. Ele é considerado um Container Servlet e JSP(JavaServer Pages), efetue o download da versão 6.X.X no seguinte link: http://tomcat.apache.org/download-60.cgi A instalação dele é simples, geralmente basta descompacta-lo e pronto:

unzip apache-tomcat-6.0.29.tar.gz

Se você não possuir o comando unzip, instale o mesmo, nas distribuições derivadas de Debian:

apt-get update
apt-get install unzip

Para testar se a instalação foi bem sucedida, inicie o Apache Tomcat e o acesse por meio do navegador na porta 8080

cd apache-tomcat-6.0.29/bin
./startup.sh

Agora abra o seu navegador no endereço: http://localhost:8080/ e será possível visualizar a página do Tomcat. Pare o servidor executando o script shutdown.sh no diretório bin da instalação do tomcat.

./shutdown.sh

Instalando e Executando a IDE Eclipse

Eclipse é uma IDE(Integrated Development Environment) ou Ambiente de Desenvolvimento Integrado que facilita no desenvolvimento dos projetos. Efetue o download do Eclipse IDE for JavaEE Developers em: http://www.eclipse.org/downloads/ Descompacte o arquivo e execute o binário eclipse dentro do diretório recém criado:

tar zvxf eclipse-jee-helios-linux-gtk.tar.gz
cd eclipse
./eclipse

Ao abrir o Eclipse ele irá pedir um diretório para armazenar todos os projetos que forem criado. Geralmente eu utilizo o padrão /home/joao/workspace.

Download do JavaServer Faces e da Biblioteca JSTL

Faça o download do jar jstl-1.2.jar no seguinte link: http://download.java.net/maven/1/jstl/jars/ Não se esqueça da localização desta biblioteca, utilizaremos ela após criar o projeto JSF. Visto que o JavaServer Faces é uma especificação precisamos fazer o download de algum projeto que implemente esta especificação, para este artigo utilizaremos o Mojarra, que é a implementação oficial. Efetue o download do Mojarra versão 1.2 em: https://javaserverfaces.java.net/ Descompacte o pacote, não se esqueça da localização dele também, utilizaremos ele ao criar o projeto.

unzip mojarra-1.2_14-binary.zip

Criando e Executando um Projeto JavaServer Faces

Inicie o eclipse instalado anteriormente, com o Eclipse aberto clique em File > New > Project e uma tela igual a Fígura 1 deve aparecer:

Figura 01

Selecione a opção Dynamic Web Project, em seguida clique em Next. Agora você pode visualizar uma tela igual a Fígura 2:

Figura 02

Em Project Name escreva debug, em Dybamic web module version selecione 2.5, em Configuration escolha JavaServer Faces v1.2 Project. Na área Targer runtime clique em New Runtime… e uma tela igual a Figura 3 surgirá, nesta tela será configurado um novo servidor para executar a nossa aplicação.

Figura 03

Selecione a opção Apache Tomcat v6.0 e clique em Next. O download do Tomcat pode ser efetuado em: http://tomcat.apache.org/download-60.cgi. Após clicar em Next será possível visualizar a seguinte tela da Figura 4:

Figura 04

A opção Name já vem definida se quiser alterar fique a vontade. Em Tomcat installation directory será necessário informar qual o diretório de instalação do seu Tomcat, após definir clique em Finish.

Voltando a tela de configuração do projeto ela deve estar igual a Figura 5:

Figura 05

Clique em Next e será possível visualizar a seguinte tela da Figura 6:

Figura 06

Nesta tela não é necessário alterar nada, clique em Next.

Figura 07

Na tela da Figura 7 existe um campo denominado Context root neste campo é configurado como será o nome do seu projeto na URL, por exemplo, neste caso ficaria http://localhost:8080/debug/. Clique em Next.

Figura 08

Na Figura 8 é possível visualizar a tela acima. Em Type selecione a opção Disable Library Configuration, em URL Mapping Patterns altere para apenas *.jsf. Clique em Finish.

Figura 09

Pronto o projeto está criado. Na Figura 9 é possível visualizar a estrutura do projeto. Agora é necessário copiar para o diretório WebContent/WEB-INF/lib as bibliotecas do JSF, acesse o diretório lib da implementação Mojarra e copie os jars jsf-api.jar e jsf-impl.jar.Feito isto copie também o jstl-1.2.jar para o mesmo diretório:

cd mojarra-1.2_14-b01-FCS/lib
cp jsf-api.jar jsf-impl.jar /home/joao/workspace/debug/WebContent/WEB-INF/lib/
cd ../../
cp jstl-1.2.jar /home/joao/workspace/debug/WebContent/WEB-INF/lib

Volte para o Eclipse, clique com o botão direito sob o projeto e depois clique em Refresh. Vamos criar uma página JSP para testá-lo, clique com o botão direito no diretório WebContent em seguida clique em New > JSP File digite index.jsp para o nome do arquivo e clique em Finish.

Para testar o projeto é necessário iniciar o servidor, no canto inferior do Eclipse existe uma Aba denominada Servers, clique nela, agora clique com o botão direito em cima do Tomcat e clique na opção Start, aguarde alguns segundos e acesse o projeto pela url http://localhost:8080/debug.

Figura 10

Se a sua página index.jsp for carregada corremente, parabéns o seu projeto está funcionando =)

7 comentários sobre “Criando um Projeto JavaServer Faces

  1. Parabéns pelo post, João. Mas, se me permites, gostaria de oferecer algumas sugestões para deixá-lo ainda melhor:
    1) distribuição – apesar de idealmente linux “ser tudo igual”, as coisas variam um pouco entre cada distribuição e se você indicar qual a distribuição que você utilizou para este how-to ajuda no filtro. Imagino que você usa uma debian-like, certo?
    2) diretórios – na listagem que fala da instalação da JDK é interessante que você faça um “cd /usr/local” depois de mover o instalador da jdk para lá.
    3) libs – às vezes o Tomcat “empomba” com algumas libs da aplicação. Particularmente eu gosto de deixar todas as libs da aplicação no próprio projeto, assim (eu acho!) que consigo deixar a aplicação mais independente de container. Acho que nessa questão das libs só faltou um parágrafo dizendo que é interessante declarar essas libs no Build Path da aplicação.
    Acho que era mais ou menos isso! Obviamente cada aplicação pode ser bem particular ou se aproveitar de um modelo mais genérico.
    De qualquer forma, parabéns pelo post! Sei que isso dá um trabalhão!

    1. Opa sugestões são sempre bem vindas =)

      1) Atualmente estou utilizando openSUSE, porém nos post eu procuro utilizar os comandos de debian-like devido ao Ubuntu ser uma das distribuições mais utilizadas, vou procurar deixar mais a vista para qual distro são os comandos.
      2) Correção efetuada.
      3) É eu também já tive problemas com as libs do tomcat(standard.jar), no post eu tentei ser o mais simples possível.

      Obrigado pelas sugestões Gustavo, abraços !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s